Governo de Minas
 
Você está em: Página Inicial / Boletins

Boletim do Milho -> Boletim Milho Julho 2013


Baixar versão em PDF

Milho           

No mês de julho o preço médio do cereal vem mantendo a tendência de queda em relação às cotações anteriores, como mostra a Tabela 1. O estado que apresentou o maior preço médio foi o de Minas Gerais, R$23,86/sc. O estado de Goiás apresentou o menor preço, R$16,95 e também a maior variação negativa, -16,5%, em relação a junho. Vale destacar que as cotações diárias para os estados de Minas Gerais e Mato Grosso do Sul foram iniciadas no mês julho, portanto não foi possível medir a oscilação para os preços médios destes estados. Os demais estados tiveram oscilações negativas em relação a junho. A média mensal nacional recuou 1,59%, quando comparada ao mês de junho.

Tabela 1: Médias dos preços de milho, por estado, em R$/sc.

Estado

Janeiro

Fevereiro

Março

Abril

Maio

Junho

Julho

Variação %

GO

27,17

26,67

25,79

25,37

22,83

20,30

16,95

-16,50

MG

           

23,86

-

MS

           

16,50

-

MT

20,71

19,76

19,08

18,92

16,71

14,53

-

-

PR

28,00

28,25

25,33

23,79

20,12

21,54

19,40

-9,94

RS

27,67

26,67

25,63

25,83

22,92

22,83

22,50

-1,45

SC

30,55

29,17

26,67

24,75

21,83

23,53

22,11

-6,03

Média Nacional

26,82

26,10

24,50

23,73

20,88

20,55

20,22

-1,59

 Fonte: Cooperativas de Agricultores Familiares.

No Gráfico1 é possível visualizar as oscilações dos preços do milho para os estados do Mato Grosso, do Paraná e do Rio Grande Do Sul.  Para possibilitar melhor preço ao produtor o governo vem lançando leilões para diminuir o volume de milho no mercado.

Gráfico 1: Médias dos preços em R$/saca do milho pago as cooperativas.

Fonte: Cooperativas de Agricultores Familiares

O mercado interno para o cereal ainda sofre consequências do atraso do escoamento e a falta de armazéns. Dados da Conab mostram que a área plantada, para as duas safras (safra mais safrinha), teve aumento de 4,5%, totalizando 15,8 milhões de hectares. Em relação à produção foi constatado aumento de 10% relativo à safra passada, passando para 80 milhões de toneladas do cereal.

A baixa dos preços do milho foi devido ao aumento da oferta do grão no mercado, reduzindo os preços médios estaduais. O estado do Mato Grosso é o que mais vem sofrendo com estas variações, uma vez que os preços estão sendo cotado abaixo do custo médio de produção.

 
Vila Gianetti 25. Campus Universitário – Viçosa, MG - Telefone: (31) 3899 2185
Skype:
centro.referencia.biodiesel - E-mail: contato@biomercado.com.br
© 2013 - BIOMERCADO - Centro de Referência da Cadeia
de Produção de Biocombustíveis Para Agricultura Familiar