Governo de Minas
 
Você está em: Página Inicial / Boletins

Boletim Mamona e Palma de Óleo -> Boletim Mamona Março 2013


Baixar versão em PDF

 

MAMONA


Preços Pagos aos Produtores Familiares no primeiro trimestre de 2013 

Dados da Conab mostram que o preço médio pago ao agricultor no primeiro trimestre do ano não sofreram alterações significativas (Tabela 1). A Bahia, maior produtora da oleaginosa, apresentou alta no preço no mês de março, 2,82%. Nos demais estados os preços ficaram estáveis. A média nacional teve acréscimo de pouco mais de 0,5%, devido ao aumento do preço na Bahia. 

 Tabela 1: Média dos preços semanais pagos aos agricultores pela saca de 60 kg da mamona em baga, em R$/saca.

Mês

BA

CE

MG

PB

PE

PI

RN

Média

Nacional

 
 

Janeiro

110,76

69,59

85,68

74,62

79,64

57,00

74,62

78,84

 

Fevereiro

112,67

69,59

85,68

74,62

79,64

57,00

74,62

79,12

 

Março

115,85

69,59

85,68

74,62

79,64

57,00

74,62

79,57

 

Fonte: Elaborado pelo Centro de Referência a partir de dados da Conab.

 

Cotações Industriais: análise das variáveis de mercado em 2012. 

As cotações industriais estão na Tabela 2. O preço médio do óleo da mamona em 2012 foi de R$4,54/kg. O maior preço foi no mês de abril, R$6,80/kg, e o menor no mês de setembro, R$1,68/kg. Em abril e maio, o preço médio do óleo de mamona foi de R$6,77/kg, período este de maior processamento da oleaginosa nas esmagadoras. A torta da mamona apresentou preço médio de R$520,83/ton. O preço médio do grão da mamona pago pelas esmagadoras variou positivamente 33,62% e a torta teve aumento de 8,42% ao longo de 2012. O preço médio no estado de São Paulo para o óleo da mamona recuou 47,25% para o mesmo período. Em contraponto, o preço de importação do óleo de mamona, preço CIF, apresentou redução menos expressiva, cerca de 7%.

Na Tabela 2 é possível verificar a relação do preço do óleo de mamona das esmagadoras na praça de São Paulo e o preço CIF de importação. O preço na praça de São Paulo, referência para o mercado interno, era de aproximadamente o dobro do preço de importação no primeiro semestre de 2012. Esse cenário tornou atrativa a importação do produto. Dessa forma, as importações aumentaram nos segundo semestre, forçando a queda do preço no mercado nacional e o tornando mais próximo do preço de importação. 

Tabela 2- Preços Médios do grão (R$/sc), do óleo (R$/kg) e da torta (R$/ton.) da mamona no ano de 2012.

ANO 2012

Preço Médio dos Produtos da Mamona

Grão (R$/sc)

Óleo (R$/Kg)

Torta (R$/Ton.)

Preço na Indústria em SP

Preço CIF Importação*

Janeiro

87,75

6,10

3,29

490,00

Fevereiro

90,00

6,04

2,95

558,40

Março

92,25

6,43

3,39

497,50

Abril

109,67

6,80

3,17

-

Maio

110,25

6,73

3,18

-

Junho

109,25

6,50

3,34

-

Julho

-

-

3,05

-

Agosto

-

-

2,67

-

Setembro

117,36

1,68

2,73

-

Outubro

111,00

2,51

2,86

527,00

Novembro

114,50

2,61

3,21

531,25

Dezembro

117,25

3,22

3,06

531,25

Média

105,93

4,86

3,07

522,57

Fonte: Dados coletados nas esmagadoras de oleaginosas, praça de São Paulo.*Dados coletados no Alice Web (2013) e convertidos pela taxa de câmbio do IPEA (2013).

 

O incremento na importação de óleo de mamona pode ser observado no Gráfico 1, em que se constata que houve maior importação no segundo semestre. Em média, importação nacional no segundo semestre foi de aproximadamente 737 toneladas por mês, 77% maior que no primeiro período, 416 toneladas por mês. 

 Gráfico 1- Quantidade importada do óleo (R$/kg) da mamona no ano de 2012.


Fonte: Dados coletados no Alice Web (2013).

 

 

 
Vila Gianetti 25. Campus Universitário – Viçosa, MG - Telefone: (31) 3899 2185
Skype:
centro.referencia.biodiesel - E-mail: contato@biomercado.com.br
© 2013 - BIOMERCADO - Centro de Referência da Cadeia
de Produção de Biocombustíveis Para Agricultura Familiar