Governo de Minas
 
Você está em: Página Inicial / Boletins

Boletim do Milho -> Boletim Milho Novembro 2015


Baixar versão em PDF

No mês de novembro o preço médio do milho obteve aumento nos estados do Rio Grande do Sul, com aumento de 6,43% passando de R$ 26,20/sc. para R$ 27,88/sc. e Santa Catarina, com aumento de 3,65%, passando de R$ 27,38/sc. para R$ 28,38/sc.. (Tabela 1). O estado que pagou o maior preço foi o de Santa Catarina, R$ 28,38/sc. E o estado do Mato Grosso permaneceu com a menor média, R$20,09/sc.

 Tabela 1: Médias dos preços de milho, por estado, em R$/sc.

Mês/Estado

GO

MS

MT

PR

RS

SC

Agosto

16,24

15,72

13,07

18,03

22,55

22,27

Setembro

16,60

16,03

13,60

18,45

23,18

22,60

Outubro

17,00

15,40

13,15

18,25

22,61

22,13

Novembro

17,93

16,11

14,65

18,99

22,31

23,85

Dezembro

20,27

17,07

15,80

19,47

22,35

24,17

Janeiro (2014)

21,60

17,56

16,53

20,50

22,36

23,23

Fevereiro

22,15

19,55

17,70

21,57

22,23

23,25

Março

22,00

20,70

20,00

23,17

22,67

24,50

Abril

22,41

21,64

20,82

23,51

23,15

24,70

Maio

22,71

22,39

22,43

24,18

24,04

25,14

Junho

20,65

18,45

19,00

22,05

23,55

23,75

Julho

18,80

16,90

18,61

20,15

22,55

22,91

Agosto

18,25

17,02

18,00

20,30

20,97

21,75

Setembro

16,72

16,10

17,50

19,13

20,91

21,00

Outubro

17,00

16,36

17,50

18,91

21,00

21,42

Novembro

20,42

18,65

18,23

20,49

23,03

23,63

Dezembro

22,50

19,78

18,50

23,03

23,90

25,12

Janeiro (2015)

22,00

18,78

18,51

22,46

22,75

23,53

Fevereiro

22,24

19,32

17,81

21,78

21,71

23,83

Março

24,53

20,12

19,00

22,34

22,17

24,74

Abril

23,67

18,91

17,29

21,91

22,79

23,69

Maio

23,64

17,86

16,50

20,50

22,05

22,27

Junho

18,20

17,70

15,00

20,25

21,39

21,90

Julho

18,65

19,58

15,90

22,39

22,16

24,00

Agosto

19,50

19,06

17,68

22,35

23,00

23,79

Setembro

22,53

21,19

20,04

24,05

24,46

25,93

Outubro

25,17

22,41

20,23

25,88

26,20

27,38

Novembro

25,04

22,31

20,09

25,78

27,88

28,38

Variação Anual %

22,65

19,61

10,24

25,80

21,11

20,15

Variação Mensal %

-0,51

-0,48

-0,69

-0,40

6,43

3,65

 

Fonte: Cooperativas de Agricultores Familiares.

Segundo o Cepea, as tendências para o mercado do milho são a busca de um novo preço de equilíbrio para o mercado doméstico. Os operados acreditam na perda de competitividade do grão brasileiro devido a queda nas cotações, que se mostraram mais intensas em regiões que possuem relação mais direta com o mercado externo, e a queda do dólar. Estudos do Cepea também apontaram preocupações pontuais no clima.

Gráfico 1: Médias dos preços, em R$/saca, do milho pago pelas cooperativas.

Fonte:Cooperativas de Agricultura Familiar.

 

Notou-se também que as comercializações no mercado interno diminuíram um pouco influenciadas pelo fato de que os produtores estão com os interesses voltados para o plantio da safra de verão. Já os estoques continuam em alta, o que pressiona negativamente o preço para o final do ano.  Apesar disso, no curto prazo as cotações se mantém estáveis, mas as quedas não podem ser descartadas. Outro fator que podemos destacar é a diminuição da área plantada para a safra de verão 2015/16, que será entre 4,8 a 9,3% menor que a da safra passada segundo os dados da Conab.

 
Vila Gianetti 25. Campus Universitário – Viçosa, MG - Telefone: (31) 3899 2185
Skype:
centro.referencia.biodiesel - E-mail: contato@biomercado.com.br
© 2013 - BIOMERCADO - Centro de Referência da Cadeia
de Produção de Biocombustíveis Para Agricultura Familiar