Governo de Minas
 
Você está em: Página Inicial / Boletins

Boletim do Milho -> Boletim Milho Outubro 2014


Baixar versão em PDF

O preço médio nacional do milho para o mês de outubro apresentou taxas de crescimento em algumas regiões do país (Tabela 1).  A média nacional no mesmo período, no ano passado foi de R$18,09/sc, e para este ano o preço médio no mês de outubro foi 3,37% maior, R$18,70/sc. O estado que pagou o maior preço foi o de Santa Catarina, que nos últimos meses vem mantendo está posição. Mais uma vez o menor preço foi no estado do Mato Grosso do Sul, R$16,36/sc, no entanto variou positivamente 1,59% em relação ao mês de setembro.

Tabela 1: Médias dos preços de milho, por estado, em R$/sc.

Mês/Estado

GO

MS

MT

PR

RS

SC

Agosto

16,24

15,72

13,07

18,03

22,55

22,27

Setembro

16,60

16,03

13,60

18,45

23,18

22,60

Outubro

17,00

15,40

13,15

18,25

22,61

22,13

Novembro

17,93

16,11

14,65

18,99

22,31

23,85

Dezembro

20,27

17,07

15,80

19,47

22,35

24,17

Janeiro

21,60

17,56

16,53

20,50

22,36

23,23

Fevereiro

22,15

19,55

17,70

21,57

22,23

23,25

Março

22,00

20,70

20,00

23,17

22,67

24,50

Abril

22,41

21,64

20,82

23,51

23,15

24,70

Maio

22,71

22,39

22,43

24,18

24,04

25,14

Junho

20,65

18,45

19,00

22,05

23,55

23,75

Julho

18,80

16,90

18,61

20,15

22,55

22,91

Agosto

18,25

17,02

18,00

20,30

20,97

21,75

Setembro

16,72

16,10

17,50

19,13

20,91

21,00

Outubro

17,00

16,36

17,50

18,91

21,00

21,42

Variação Anual %

0,00

6,20

33,06

3,61

-7,13

-3,23

Variação Mensal %

1,67

1,59

0,00

-1,18

0,43

1,98

  Dados do IMEA mostram que a cultura do milho no Mato Grosso teve variação -31,6% na produção e variação no preço de 6,7% (estimativa realizada no mês de setembro), para o ano de 2014, dados este que refletem no valor bruto da produção, que o inicio de novembro teve aumento significativo. Vale ressaltar que a expectativa climática é de chuva para a região Centro Oeste, o que pode ocasionar o término do plantio com clima favorável.

 

Gráfico 1: Médias dos preços, em R$/saca, do milho pago as cooperativas.

Fonte:Cooperativas de Agricultura Familiar

Segundo dados Associação dos Criadores de Mato Grosso do Sul - ACRISSUL as cotações do cereal têm subido tanto no mercado físico quanto no futuro domésticos. Esta alta é influenciada principalmente pela forte demanda no mercado internacional, pela alta do dólar e a atrasos no plantio da safra de 2014/2015. Dados da BM&F mostram que o volume de negócios para o mês de julho/2015 do cereal vem crescendo nos últimos dias.

O Departamento Americano de Agricultura (USDA) divulgou a estimativa de produção do milho para a safra 2014/2015 para o país, reduzindo de 367,69 milhões para 365,97 milhões de toneladas, apontando também redução na produtividade de 184,37 para 183,52 sacas por hectare, ocasionando reduções nos estoques finais.

Dados da BM&F, mostram que os contatos futuros do milho fecharam em baixa na última semana de outubro, passando por desvalorização entre 0,60% e 2,36%, porém os contratos com vencimento em março tiveram alta, fechando em R$ R$ 30,15 /sc.

 
Vila Gianetti 25. Campus Universitário – Viçosa, MG - Telefone: (31) 3899 2185
Skype:
centro.referencia.biodiesel - E-mail: contato@biomercado.com.br
© 2013 - BIOMERCADO - Centro de Referência da Cadeia
de Produção de Biocombustíveis Para Agricultura Familiar