Governo de Minas
 
Você está em: Página Inicial / Boletins

Boletim do Milho -> Boletim Milho Julho 2014


Baixar versão em PDF

O preço médio do milho no mês de julho manteve a tendência de baixa em relação às cotações anteriores, como mostra a Tabela 1. Santa Catarina continuou com o maior preço médio registrado, R$22,91/sc, porém com queda de -3,52% em relação ao mês anterior. Apesar disso, em relação ao mesmo período do ano passado o preço do milho teve aumento de 3,63%. O destaque do mês de Julho foi a queda acentuada no estado de Goiás, variação negativa de -8,94%, passando de R$20,65/sc para R$18,80/sc. O mês fechou com queda de -5,9% na média mensal nacional.

 

Tabela 1: Médias dos preços de milho, por estado, em R$/sc.

Mês/Estado

GO

MG

MS

MT

PR

RS

SC

Julho

16,95

23,86

16,50

-

19,40

22,50

22,11

Agosto

16,24

22,36

15,72

13,07

18,03

22,55

22,27

Setembro

16,60

22,19

16,03

13,60

18,45

23,18

22,60

Outubro

17,00

23,00

15,40

13,15

18,25

22,61

22,13

Novembro

17,93

23,00

16,11

14,65

18,99

22,31

23,85

Dezembro

20,27

22,20

17,07

15,80

19,47

22,35

24,17

Janeiro

21,60

22,00

17,56

16,53

20,50

22,36

23,23

Fevereiro

22,15

-

19,55

17,70

21,57

22,23

23,25

Março

22,00

-

20,70

20,00

23,17

22,67

24,50

Abril

22,41

-

21,64

20,82

23,51

23,15

24,70

Maio

22,71

-

22,39

22,43

24,18

24,04

25,14

Junho

20,65

-

18,45

19,00

22,05

23,55

23,75

Julho

18,80

-

16,90

18,61

20,15

22,55

22,91

Variação Anual %

10,94

-

-

-

3,88

0,23

3,63

Variação Mensal %

-8,94

-

-8,42

-2,06

-8,61

-4,24

-3,52

Fonte: Cooperativas de Agricultores Familiares.

 No Gráfico 1 é possível visualizar a variação nos preços do milho para os estados do Mato Grosso, do Paraná e do Rio Grande Do Sul, no período de julho de 2013 a julho de 2014.

Gráfico 1: Médias dos preços, em R$/saca, do milho pago as cooperativas.

Fonte: Cooperativas de Agricultores Familiares

  

 

As exportações para a China eram a esperança do mercado brasileiro de milho para o aumento dos preços. Entretanto, no mercado mundial esse cereal possui um excesso de oferta. No momento o Brasil apresenta um excedente do grão e os EUA já estima uma super safra. Neste cenário, os Chineses estão privilegiados, pois são os maiores importadores onde a oferta está mais alta que a demanda, sendo assim, a tendência é de queda no preço do milho. Segundo dados da Aboissa a expectativa é que o mercado mundial oferte 300 milhões de toneladas de milho entre outubro e novembro. 

 
Vila Gianetti 25. Campus Universitário – Viçosa, MG - Telefone: (31) 3899 2185
Skype:
centro.referencia.biodiesel - E-mail: contato@biomercado.com.br
© 2013 - BIOMERCADO - Centro de Referência da Cadeia
de Produção de Biocombustíveis Para Agricultura Familiar